Gaúcha de esmerada educação, mãe de Luiz Carlos Prestes, apoiou o levante tenentista e, com a derrota do movimento, acompanhou o filho, em 1931, a Moscou, onde passou a residir…

“My dear”, a quem Ana Cristina Cesar se dirige, é Heloisa Buarque de Hollanda, professora e amiga da poeta. A carta foi publicada em 1979, em edição artesanal, formato 10×7, sob o título Correspondência completa e a indicação de ser 2a edição. Trata-se, de fato, da primeira. O dado falso não passa de brincadeira da autora.

Rio de Janeiro, agosto de 1979

…frio dos primeiros dias. Depois, desgosto: dele, do pau dele, da política dele, do violão dele. Mas não tenho mexido no assunto. Entrei de férias. Tenho medo que o balanço…

Por vezes, alguns poetas são capazes de subverter a natureza inútil da poesia. Entre maio e outubro de 1975, Ferreira Gullar escreveu um de seus livros mais famosos, Poema sujo, durante seu exílio na Argentina, provocado pela ditadura militar. Se, para Gullar, a poesia nasce do espanto, foi com a mesma sensação que o público-leitor recebeu os mais de dois mil versos contidos no poema-livro. Tamanha comoção suscitou uma série de pedidos ao governo para que o autor voltasse ao Brasil. Ainda que as gestões não tenham dado resultado, Gullar voltou por conta própria, sentindo que Poema sujo havia criado condições de regresso. Nesta carta à escritora Olga Savary, morta em maio de 2020 vítima da Covid-19, Gullar elogia poemas da autora de Espelho provisório (1970) e Sumidouro (1977) e anuncia a realização de Poema sujo.

Buenos Aires, 28 de novembro de 1975

…seus desenhos e de seu humor. Escrevi um longo poema, chamado “Poema sujo”, que deve sair este ano. São noventa páginas, imagina! Endoidei de vez. É sobre São Luís do…