Pedro Nava era amigo de Manuel Bandeira e médico que cuidou de Fréddy Blank, a mulher que o poeta chamou de “toda a afeição de uma vida”, embora não tenha com ela dividido o mesmo teto. Madame Blank, como era chamada, deixou duas filhas de seu casamento com Carlos Blank: Joanita e Guita. À primeira e a seu marido, Pietr, Nava escreve esta carta contando os detalhes da morte de Manuel Bandeira, ocorrida em 13 de outubro de 1968.

Rio [de Janeiro], 19 de outubro de 1968

Queridos amigos Pietr e Joanita, Hoje foi a missa de sétimo dia por alma do nos­so bardo, rezada na Candelária. Lá estavam todos os velhos amigos: Graciema, Rodrigo [Melo Franco…