Esta carta do jornalista, jurista e poeta Luiz Gama é resposta ao pedido que lhe fizera o escritor Lúcio de Mendonça para que lhe enviasse informações sobre os fatos dramáticos de sua vida de filho de negra, africana livre, e pai de origem portuguesa. A experiência de vida aqui relatada transformou-o num dos maiores abolicionistas brasileiros: “exauria-se no próprio ardor”, como disse Raul Pompeia no seu enterro. 

São Paulo, 25 de julho de 1880

depois, na igreja matriz do Sacramento, da cidade de Itaparica. Sou filho natural de uma negra, africana livre, da Costa Mina (Nagô de Nação), de nome Luíza Mahin, pagã, que…

No dia 8 de março de 1500, Pedro Álvares Cabral partiu de Lisboa com treze naus a caminho das Índias e terminou por desembarcar no Brasil em 22 de abril daquele ano. A mudança na rota descortinou ao mundo terras então desconhecidas. Nesta carta histórica, o escrivão da frota, Pero Vaz de Caminha, descreve os acontecimentos da viagem e a nova terra ao rei de Portugal.

Porto Seguro, 1º de maio de 1500

de penas de ave, compridas, com uma copazinha pequena de penas vermelhas e pardas como de papagaio; e outro deu-lhe um colar grande de continhas brancas, miúdas […]. Creio que…