Militar e engenheiro mato-grossense, desbravou o território do Guaporé (atual estado de Rondônia) para a instalação de linhas telegráficas e colaborou na delimitação das fronteiras do Brasil. Descendente de índios,…

Paulo Mendes Campos escreveu no jornal Diário Carioca de 1946 a 1961, inicialmente na coluna “Semana Literária” e depois na “Primeiro Plano”, na qual publicou esta carta de Newton Freitas em 10 de julho de 1955. A reprodução é precedida da nota: “Por intermédio desta seção, o sr. Newton Freitas envia ao marechal Rondon a seguinte carta, datada de Londres”.

…Vitória, uma geladeira em Roma, raciocinava: se estas coisas fracassarem, há o Serviço me esperando, há o marechal Rondon que me salvará. Os direitos que me assistem a depo­sitar toda…

Um dos intelectuais mais atuantes no período da ditadura militar no Brasil, o bravo editor Ênio Silveira lançou, em 1965, a Revista Civilização Brasileira, periódico que levava o nome da editora sob seu comando. Não seria a sua detenção quatro vezes seguidas, entre 1964 e 1969, a impedi-lo de fazer da revista um instrumento de combate à censura, sobretudo no campo das artes. Sob a forma de editorial, aí publicou duas “Epístolas ao marechal”, dirigidas ao então presidente, marechal Castello Branco. Reproduz-se a seguir a primeira delas, documento de extraordinária lucidez, vigor intelectual e elegância estilística.

Senhor marechal, Acredito que seus muitos afazeres, antes e depois do movimento insurrecional que o conduziu à chefia da nação brasileira, não lhe tenham permitido tomar conhecimento de um livro…

Depois de ter publicado a Primeira epístola ao marechal, de autoria do bravo editor Ênio Silveira, o Correio IMS divulga esta Segunda epístola, ambas dirigidas ao então presidente do Brasil, marechal Castello Branco, e publicadas sob a forma de editorial na Revista Civilização Brasileira, lançada por Ênio Silveira em 1965, com o nome da editora sob seu comando. Não seria a detenção de Ênio quatro vezes seguidas, entre 1964 e 1969, a impedi-lo de fazer da revista um instrumento de combate à censura, sobretudo no campo das artes – é o que provam estas duas cartas, ambas documentos de extraordinária lucidez, vigor intelectual e elegância estilística.

Senhor marechal: Amigos cuja opinião prezo e respeito criticaram-me severamente pelo fato de lhe ter dito, na primeira epístola, que acreditava estar o senhor tão interessado quanto eu na felicidade…

Intelectual de uma extensa e respeitada obra crítico-literária, revolucionou a maneira de pensar e interpretar a cultura nacional. Integrou o corpo docente da Universidade de São Paulo e colaborou com…