Cronista excepcional, explorou o lado pitoresco e divertido do cotidiano, não só em crônicas, como em contos, novelas, ensaios e romances. Com Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo Mendes…

Depois de se formar em direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1946, Fernando Sabino viajou para Nova York, onde ficou dois anos como funcionário do escritório comercial do Brasil e do consulado brasileiro. De Nova York, escreve esta carta à sua amiga Clarice Lispector, que morava em Berna, Suíça, acompanhando o marido em sua carreira diplomática.

Nova York, 10 de junho de 1946

Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Hélio Pellegrino. [3] N.S.: No dia 26 de maio de 1946, a polícia reprimiu um comício de Imprensa Popular do Partido Comunista Brasileiro, no…

Com a proximidade do primeiro de maio, dia do aniversário de 37 anos de Otto Lara Resende, que, na ocasião, era adido cultural na Embaixada do Brasil, em Bruxelas, Hélio Pellegrino, então com 35 anos, escreve esta carta comovente e afetuosa em que reflete sobre a passagem do tempo e a maturidade.

Rio de Janeiro, 18 de abril de 1959

…eu – tenho certeza – vou gostar muitíssimo, porque você deverá, na noite do seu “níver”, estar tomando vinho com o Fernando Sabino, ao pé da lareira familiar – o…

Amigos desde a infância, em Belo Horizonte, Fernando Sabino e Hélio Pellegrino mantiveram entre si – e com Otto Lara Resende e Paulo Mendes Campos, com quem formavam o grupo dos “quatro cavaleiros de um íntimo apocalipse” – constante e divertida correspondência, como prova esta carta escrita pelo autor de O encontro marcado.

Rio [de Janeiro], 7 de junho de 1945

…corpo. Será Yone? Será ginástica? Serafim? — O nosso Carlos Lacerda se converteu ao catolicismo, acho. Para variar, foi comigo almoçar no Mosteiro São Bento. Fernando Sabino. Cartas na mesa….