Nise da Silveira entrou em contato com a obra de Spinoza no período de dezesseis meses em que esteve presa durante a ditadura Vargas. Filósofo de sua predileção, Spinoza inspirou a série de sete cartas que ela escreveria já na maturidade, dentre elas a que se reproduz aqui. O conjunto foi publicado no livro intitulado Cartas a Spinoza.

[Rio de Janeiro, 1989]

…In­clusive, querido amigo, meu curto pensar, meu fraco intuir. Nise Nise da Silveira. Cartas a Spinoza. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1995, pp. 33-43. [1] N.S.: “O Tumulto, golpeando em…