A viagem que Lucio Costa fez à Europa em 1926 era, segundo ele próprio, menos para estudo do que “por motivos sentimentais insolúveis”. Ainda assim, a análise que faz do caráter do povo italiano e a descrição de cidades como Veneza e Florença resultam em prosa das mais sedutoras.

Florença, 22 de dezembro de 1926

…gritante e excessivo que desafina com o resto. Tão vermelhos que podem dispensar a buzina, pois de longe e de costas sente-se uma espécie de halo escarlate quando um deles…

A viagem que Lucio Costa fez à Europa em 1926 era, segundo ele próprio, menos para estudo do que “por motivos sentimentais insolúveis”. Sua descrição da ilha do Maio, nesta carta, impressiona pelos detalhes de beleza geográfica e pela prosa atraente.

Bordo do Bagé, 6 de outubro de 1926

…se doura. Desce aos poucos o Sol. E o ouro aos poucos sobre tudo se espalha. Lucio Costa. Registro de uma vivência. São Paulo: Empresa das Artes, 1995, p. 35….