Nesta carta, Noel se dirige ao seu médico, Edgar Graça Mello, que em 1934 lhe diagnosticou uma lesão no pulmão direito e “qualquer coisa” querendo começar no esquerdo. Em janeiro de 1935, o paciente viajou para a casa de uma tia, Carmem, irmã de sua mãe, em Belo Horizonte, onde, em lugar de sossego, caiu na boemia com os artistas da Rádio Mineira. Décadas depois, o compositor João Nogueira musicou a carta, gravando-a em seu disco Vida boêmia, de 1978, e acrescentando mais uma estrofe: “Muito obrigado ao Noel/ É grande a satisfação/ Ter um parceiro no céu/ Quem fala aqui é o João”.

[Belo Horizonte, 27 de janeiro de 1935]

Meu dedicado médico e paciente amigo Edgar, Um abraço Se tomo a liberdade de roubar mais uma vez seu precioso tempo, é porque tenho certeza de que você se interessa…